Postos Galo

Bem-vindo aos Postos Galo

Celeiro do Carro Antigo é especializado em restaurar modelos 'woodies'


Postado por: Postos Galo em 24.07.2013
Celeiro do Carro Antigo é especializado em restaurar modelos 'woodies'

A rua Coronel Gallotti, bem no centro de Tijucas, abriga uma empresa de marcenaria especial para os amantes de relíquias automotivas que levam acabamento de madeira, também conhecidos como “woodies”. O Celeiro do Carro Antigo restaura veículos clássicos, a maioria originais das décadas de 1920 a 1950. O proprietário Gilberto D'Ávila Rufino, 63 anos, explica que até o início dos anos 1900 os carros eram como carruagens sem cavalos e tinham a madeira como o mais importante material de sua estrutura. Foi somente por volta de 1945 que o metal foi incorporado à indústria automotiva.

O nome Celeiro vem do fato de que a maioria dos carros de Gilberto foram encontrados por colecionadores em bom estado porque estavam guardados, ou mesmo abandonados, em galpões fechados. Hoje, a maioria dos carros do Celeiro têm portas, volante, teto e painel em madeira. Morador de Florianópolis, o colecionador foi atraído para Tijucas por encontrar ali mão de obra qualificada em marcenaria e em mecânica. Hoje ele se dedica a localizar veículos que possam ser recuperados e revendidos, sempre mantendo contato com outros apaixonados pelo setor, e faz serviços para clientes de diversas regiões do país que encontram no Celeiro um trabalho artesanal único.

Parte dos veículos fica em um antigo imóvel histórico restaurado, onde também funciona a marcenaria do Celeiro. O plano do empresário é transformar o espaço, localizado quase em frente ao Casarão Gallotti, em um Centro da Memória da Marcenaria Automotiva e manter peranente a exposição Woodies do Brasil.

Para demonstrar aos visitantes como a madeira participou da história da indústria automotiva no país e no mundo, a coleção de veículos e de peças será distribuída em seis espaços diferentes e separada por categorias, marcas e época. Alguns carros serão expostos nas condições em que foram encontrados, outros servirão para explicar o processo de restauração. A marcenaria também ficará aberta à visitação.

O centro contará ainda com galerias de imagens, uma sala multimídia e um espaço dedicado à cidade de Tijucas. A ideia de Gilberto é inserir o museu em roteiros turísticos da região, que incluiria uma visita à ponte de ferro sobre o Rio Tijucas. Tudo feito a bordo de veículos antigos. O projeto está bem estruturado e foi apresentado à prefeitura do município.

Por enquanto, Gilberto planeja abrir em breve o espaço com os carros e a marcenaria para o público e aos poucos ir estruturando o museu. Primeiramente serão colocados recursos próprios, depois o empresário vai tentar captar investimentos públicos. Acesse o site e confira os modelos à venda www.celeirodocarroantigo.com.br.

Fonte: Diario Catarinense

Foto: Julio Cavalheiro/ Agência RBS

blog comments powered by Disqus