Postos Galo

Bem-vindo aos Postos Galo

O desafio de superar o medo ao dirigir


Postado por: Postos Galo em 21.08.2013
Publicado em: | Com as tags: postos galo dicas segurança veículos trânsito |
O desafio de superar o medo ao dirigir

Quem está acostumado a dirigir talvez não entenda, mas o trânsito é composto por elementos que podem figurar entre os maiores medos das pessoas. As imprudências cometidas pelos outros motoristas, somadas à preocupação de não cometer erros e com o risco de acidentes, muitas vezes são bloqueios na hora de alguém decidir estar ao volante.

O medo de dirigir está, geralmente, ligado à insegurança com a atitude dos outros motoristas. Para Livia Bongiorni, o medo está totalmente relacionado à falta de confiança em dirigir. “Me assusta no trânsito a falta de paciência e respeito dos motoristas, todos estão sempre com pressa e acabam cometendo infrações totalmente desnecessárias e deixando o trânsito um caos”, explica.

Há um ano, Lívia comprou um carro e tem tentado praticar cada vez mais para se tornar mais segura. “O fato de ter medo de dirigir me limita em muitas coisas, deixo de fazer coisas que são longe de onde moro, de agilizar coisas do meu dia a dia, acabo dependendo de alguém para me locomover, ou gasto dinheiro com taxi”, comenta.

5 dicas para superar o medo:

O instrutor Luciano Lessa, especialista em reabilitação no trânsito, conta que seu treinamento é focado na realidade do trânsito de cada pessoa, com seus trajetos comuns. “É preciso estar habituado com os caminhos que faz na sua rotina”, explica. Ainda assim, algumas dicas podem ajudar a perder o medo de dirigir:

1- Entrar no carro e “namorar” o veículo: mexer no banco, ajustar as posições e ler o manual são maneiras de conhecer melhor o carro e se habituar.

2- Andar em trajetos tranquilos: é melhor começar por ruas calmas, em dias de pouco movimento, para conhecer o carro. Não adianta tentar começar no meio da semana às 18h. A tentativa pode ser ainda mais traumatizante.

3- Cuidar os espelhos sempre: o condutor deve estar seguro do que vê.

4- Fazer os trajetos mais desafiadores aos domingos: é melhor escolher um dia em que as ruas estejam vazias para ver como é o caminho e como deve ser feito.

5- Andar pelo menos uma hora nas primeiras vezes: o ideal é rodar com o automóvel por um tempo suficiente para cometer erros, conhecer o carro, corrigir os problemas. Trajetos curtos não trazem a prática necessária.

Fonte: Pense Carros
 

blog comments powered by Disqus