Postos Galo

Bem-vindo aos Postos Galo

Transporte seu animal de estimação com segurança


Postado por: Postos Galo em 28.10.2013
Transporte seu animal de estimação com segurança

Todo mundo sabe que uma das maiores alegrias dos cães é andar de carro com a cabeça para fora da janela. Mas nem todos conhecem as regras para transportar os bichinhos e ignorá-las pode render multa e pontos na carteira de habilitação.

Segundo o Código Brasileiro de Trânsito, conduzir animais nas partes externas do veículo é considerada infração grave (artigo 235) e sujeita o motorista ao pagamento de multa de R$ 127,69, mais cinco pontos na CNH.

Quem for flagrado guiando com animais à sua esquerda, entre os braços ou pernas, perde quatro pontos e tem de pagar multa de R$ 85,13.

A legislação não obriga o uso de cintos de contenção ou cadeirinhas para transporte dos bichos de estimação. Mas esses dispositivos são recomendados pelos veterinários.

O vento forte faz mal aos ouvidos do cãozinho que anda com a cabeça para fora do carro. Ele também pode se ferir no caso de uma freada brusca.

Os bichos devem viajar no banco traseiro e nunca soltos. O ideal são as caixas de transporte que comportem o animal confortavelmente, feitas de plástico rígido e com revestimento interno macio. Se possível, presas ao cinto de segurança.

Na estrada

Um dos maiores erros cometidos pelos donos é levar cães e gatos em viagens longas sem antes acostumá-los a passar longos períodos a bordo do veículo. A maioria só anda de carro uma vez por semana, para ir ao pet shop tomar banho. Ou seja: sempre em trajetos bem curtos.

Há truques simples que ajudam a diminuir o estresse. Um deles é levar objetos de que o animal goste, como brinquedos, cobertores e almofadas, por exemplo. O objetivo é tornar o ambiente o mais confortável e aconchegante possível.

Embora alguns animais recusem alimentos quando estão estressados, água e ração não podem ser esquecidas. Outra providência importante é parar o carro, em média, a cada duas horas para que o animal possa se esticar e urinar.

Medicamentos só devem ser usados com orientação expressa do veterinário.

Fonte: Estadão

blog comments powered by Disqus